quinta-feira, 30 de julho de 2009

Gênesis - Bereshit 1:26


E disse D'us: Façamos homem à nossa imagem segundo a nossa semelhança; e que domine sobre o peixe do mar e sobre a ave dos céus, e sobre o quadrúpede e em toda a terra, e em todo réptil que se arrasta sobre a terra!(Gênesis 1:26)




Para justificar a teoria "deus pai, deus filho e deus espiríto santo" os missionários fazem uso corrente deste versículo para justificar Jesus, de Nazaré para os judeus. Maquiavelicamente dizem que "façamos" se refere a D'us e Jesus (sentado ao lado) negando a unicidade de D'us.

As dúvidas que geralmente são suscitadas por este versículo são:
a - Com quem D'us estava falando? Com certeza não era com Yeshua! A Torá quer dizer (D'us não o permita) que há mais de um D'us? Alguns dizem que D'us estava falando com os anjos - mas quem mencionou os anjos? Outros dizem que era um exercício de humildade. Mas D'us é humilde? Por que deveria ser? Existe uma explicação simples e uma interpretação coerente para este versículo?

b - D'us tem uma imagem?

c - O que significa a repetição: "à nossa imagem, nossa semelhança"?

d - D'us criou o homem apenas para que fosse poderoso? - "dominará os peixes...". Tenho certeza de que D'us poderia pensar em um propósito melhor para o homem!

Façamos...
D'us estava falando para todas as forças da criação que Ele trouxe a existência 1(Targum Yonatan; Ramban).

Agora que todos os ingredientes da criação tinham sido completados, todos participariam na criação do homem, a coroação da criação.

Alguns tradutores interpretam "nós" como apenas sendo algo de sentido majestático, e traduzem o versículo assim, "Eu farei o homem à Minha imagem"2(Ibn Ezra)

É comum o uso verbal plurálico no hebraico para a pessoa no singular, como por exemplo quando diz Manoá 3(Juízes 13:15) "...Deixa que te detenhamos...", ou Daniel 4(2:36) "Este é o sonho; agora diremos ao rei..." referindo-se a si próprio. Assim em diversos outros casos.

Façamos homem...
5Bereshit Rabá comenta que D'us se "aconselhou" com os anjos sobre a conveniência ou não de criar o homem.

"Façamos um homem" - traduz 6Rashi; Comenta que aqui D'us já nós dá uma lição (ensinamento), o da modéstia, quando Ele diz "façamos". Se o homem fosse criado à semelhança dos anjos, estes poderiam ficar enciumados dele (homem), por isso, aconselhou-se com eles. E quando julga os Reis, aconselha-se com Sua corte, conforme vemos no caso de Ahab a quem disse Mihá 7(Reis I 22:19): "Vi o Senhor sentado em Seu Trono, e todo o exército dos céus parado perto d'Ele, à Sua direita e à Sua esquerda". E por acaso existe "direita" e "esquerda" diante D"us? Claro que não! Apenas significa que aqueles da direita são para defender e aqueles da esquerda para acusar. E igualmente em: "Este é o decreto pronunciado pelos anjos, e esta sentença é a palavra dos santos" (Daniel - 4:14). Aqui também com Sua corte obteve permissão, dizendo: "Há nos mundos superiores [seres] conforme a Minha semelhança; se não houvesse conforme a Minha semelhança nos mundos inferiores, eis que haveria ciúmes entre os seres da criação" [do homem], Ainda que os [anjos] não tenham ajudado na sua criação [do homem], e há lugar para os hereges discordarem pelo uso do plural "nós", a Escritura não se absteve de nos ensinar o respeito e a virtude da humildade: que o maior deve se aconselhar e pedir permissão ao pequeno. E se na Torá estivesse assim: "Farei o homem" ou "Fiz o homem", não aprenderíamos que [D'us] estava falando com Sua corte celestial, mas apenas consigo mesmo. E a resposta para os hereges está descrita no versículo seguinte:"criou D'us o homem", e não foi escrito "e eles criaram".

Mas algumas dúvidas continuam, correto? O problema começa logo na tradução.

Esta tradução não apenas é incorreta, como também presume que o leitor entende seu contexto. Portanto, eis aqui a tradução correta e o contexto:

"E D'us disse: 'Modelemos [D'us e as Criações] a humanidade em nossa essência, então ele será como nós, e [somente então] eles [a raça humana] dominarão os peixes do mar, as aves do céu e os animais, e toda a terra, e tudo que se mover sobre a terra.'"

O homem é a única criatura a ser apresentada individualmente na cena, porque o Homem é o ponto alto da criação. Tudo foi criado para ele e seu uso. Está subentendido que o Homem é portanto considerado responsável por suas ações, pois estas afetam não apenas a ele, como também todas as criaturas de D'us. O Homem não foi feito "segundo sua espécie" como um animal, em grandes quantidades, mas "... à Nossa imagem" como D'us, como um único indivíduo. Assim como D'us é Um, assim também o homem foi criado Um.

Com quem D'us estava falando?
A resposta é simples: D'us estava falando com a mesma entidade com quem falou nos dias precedentes - o universo inteiro! D'us na verdade está dizendo: "Que o cosmos (e tudo que nele existe) e Eu façamos o homem."

O ser humano é a mais complexa de todas as criaturas. Sua existência é uma batalha constante de forças opostas puxando-o em direções diferentes. Não admira que o homem seja a única criatura que busca a terapia! Sua dualidade se estende até os extremos de todos os espectros: desde a fúria infundada até atos absurdos de bondade, da inspiração enérgica à depressão patética, da crueldade ao altruísmo, da consciência à indiferença, da espiritualidade ao materialismo. É como se todas as forças da natureza estivessem comprimidas em uma pequena criatura chamada Homem. Mas isso é exatamente o que este versículo nos diz.

D'us tem uma imagem?
Não: "Pois não viste nenhuma imagem" (Devarim 4:15), e "A quem podes Me comparar: a quem Eu serei igual?" (Yeshayáhu 40:25). Quando o versículo diz "imagem," isso significa "essência," querendo dizer que o homem foi criado da essência do cosmos, e da essência de D'us. O homem tem em si um aspecto de tudo da criação: todo animal tem sua contraparte no homem, assim como cada mineral e elemento.

Porém o homem é também da essência de D'us, como está explicado no próximo versículo: (Bereshit 1:27): "... na essência de Elokim Ele o criou." A costumeira má tradução erra ao traduzir: "à imagem de D'us Ele o criou" - mas não foi o que acabamos de ler? O que a Torá está nos dizendo é que o homem foi feito similar a Elokim, (um dos nomes Divinos, que significa "juiz.") Em outras palavras: "À imagem do Juízo Ele o criou." Ter a "imagem" de D'us significa não apenas possuir ânsias espirituais como somente o Homem possui, como também a habilidade de julgar entre opções moralmente boas ou más.

Qual o significado da repetição: "À nossa imagem, nossa semelhança"?
A razão pela qual o homem foi feito da essência do cosmos e da essência de D'us é que ele deveria ser "como" ambos, portanto a repetição. Embora o homem tenha recebido o potencial para conseguir este equilíbrio em sua vida, isso permanece exatamente assim: potencial. Cabe ao homem agir sobre isso. D'us deseja que o homem equilibre o corpo e a alma. Se o homem mergulha apenas no materialismo, será devorado por aquilo que o cerca: as forças da natureza, os animais e as outras pessoas. Por outro lado, se afasta completamente suas necessidades físicas para se concentrar apenas nas espirituais, torna-se inútil ao Plano de D'us. O homem deve dar tratamento igual aos seus lados terreno e espiritual. Para ficar acima da Criação, o homem deve ser a "imagem" do cosmos e a "semelhança" de D'us. Por esta razão lê-se: "pois ele será como nós..." o que nos leva até o esclarecimento da pergunta seguinte.

D'us criou o homem para que ele pudesse "dominar os peixes..."?
Estou certo de que D'us poderia ter pensado em um propósito melhor para o homem!
Continuaremos aqui dentro do contexto de "qual o significado da repetição: ""a nossa imagem, nossa semelhança", "... e [somente então] eles [a raça humana] dominarão os peixes do mar, e as aves do céu e os animais e tudo sobre a terra, e tudo que se mover sobre a terra." Quando o homem atinge este já mencionado equilíbrio entre o material e o espiritual, ele na verdade "domina os peixes do mar..." e toda a matéria física (exceto outras pessoas!). Ele demonstra que está um ponto acima deles... e atinge o próprio pináculo da Criação, tornando-se um parceiro do Próprio D'us na Criação.

Portanto, o que você realizou para o mundo hoje?

 
.... - .. ., .