sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

O homem e D'us.





Mais um descobrimento cabalístico que nos ajuda a entender a relação Homem – D’us.


Antes de explicar o desenho gostaria de explicar outra coisa.
O Homem hoje em dia pode ser “classificado”, tem uns que dão voltas e voltas em suas vidas e nunca chegam a lugar algum, ou seja, sua vida é semelhante a uma “onda”. Há outros que dão voltas e voltas e algumas dessas voltas se focam na sabedoria para compreender a própria alma mas no primeiro obstáculo acaba parando e deixando de evoluir, e há outros que são “iniciados” por D’us para serem Grandes Homens no Olam haAssiá e que aprendem a operar em outros Mundos ( Olam haIetzirá e Olam haBriá ( nesse são poucos que conseguem entrar ) ), para citar apenas 1 nome eu citaria o Grande Cabalista Avraham Abuláfia Alav haShalom. Mas os mistérios desses “iniciados” são melhores compreendidos por outros “iniciados”. Muitos Judeus hoje em dia dizem que a Kabbalah é um estudo só para Almas Evoluídas e os “Gentios” ou Ben Noach não devem estudar, ou seja, é exclusiva dos Judeus. Isso é um comentário errado pois como já diziam os Grandes Sábios “ O estudo da Cabala, sustenta o Mundo”, se os Judeus já tem um certo “medo” de estudar a Kabbalah e os que conseguem essa “alma evoluída” param no primeiro obstáculo por achar que é um limite, QUEM SUSTENTARÁ O MUNDO? A Tradição Cabalística não pode se perder, pois se nós a perdermos ... o caos reinará. Citarei uma frase de um livro, A Cabala / Samuel Gabirol : “A Cabala prende se à Tradição Primordial, da qual cada povo ( os Judeus, os Celtas, os Hindus etc. ) recebe fragmentos que, juntos, fazem com que o mundo não volte ao nada.” Ou seja, não é EXCLUSIVO de um povo só, vários povos receberam fragmentos ou centelhas divinas e cada um compreendeu de sua maneira, D’us revela a Kabbalah a quem Ele quer, qualquer um pode estudar Kabbalah, é D’us quem vai decidir se a pessoa irá evoluir ou vai ficar no zero ( um dos casos é a minha mãe que leu meu ultimo artigo aqui no blog sobre a Estrela de Davi e não entendeu nada, contrário de outros que compreenderam tudo, ou seja, porque ELA não compreendeu e outras pessoas compreendem? ).

Agora vamos ao desenho:

Primeiramente é bom ter uma Árvore da Vida ao lado (quem não saiba ela decorada).
Imaginemos que o círculo verde é o Planeta Terra, os 4 círculos que sobem dela são os 4 Mundos, a seta branca dando a volta é o Homem que dá voltas e voltas em sua vida e sempre chega ao mesmo ponto (a “onda” do primeiro parágrafo), a seta azul dando a volta e subindo pela Árvore da Vida é o Homem que vive da Kabbalah (ou de outro fragmento de luz, citado no último parágrafo “ judeus, celtas, hindus e etc.” , ou seja, outro fragmento de luz que foi entregue a outro povo mas que sempre se encontra EMET em sua jornada), o quadrado que está junto com a Árvore seria uma grande “caixa” que de pouco em pouco vai revelando (de acordo com a subida pela Árvore (seta azul subindo)) os Tributos Divinos ou Sefirots.
Agora cabe ao que entendeu os símbolos da figura entender o significado dela.
“ Alguns preferem dar voltas e voltas ao redor dela mas sem esbarrar, outros dão voltas e esbarram e outros sobem pelos seus 32 Caminhos “ יְהוּדִי נֶפֶשׁ


Bom pessoal, para complementar meu último estudo sobre a Estrela de Davi que foi postada aqui no Blog do meu Grande Chaver Claudinei é bom ler oque vem a seguir:

D’us, Baruch Uh, é o Triangulo para Cima que OFERECE apenas a Sabedoria e outros Tributos ao Homem pois Ele é TUDO e TUDO vem dEle e o Homem é o Triangulo para Baixo que RECEBE de D’us a Sabedoria. Sendo o Homem imagem e semelhança de Elohim (citado na maioria das vezes em Bereshit no Ato da Criação) , o Homem é a Estrela de Davi em ação, é o que oferece (não a D’us mas a outros homens) e recebe (de D’us) a Sabedoria e os Tributos. Elohim é uma palavra no Plural, formada por ELOH e IM, ELOH é feminino e IM é masculino, ELOHIM é o D’us DUO (não 2 Deuses) com aspectos femininos e masculinos como nós somos, por isso a SEMELHANÇA entre Homem e D’us (1 delas, existem muitas outras informações que complementam isso) . Quem viu o filme “Código da Vinci” se lembra que o Cálice /que pode ser comparada dentro do simbolismo com o órgão genital feminino (mas não inserido no nosso contexto)/ (ou Triangulo para Baixo) era oque recebia e a Ponta /que pode ser comparada dentro do simbolismo com o órgão genital masculino (mas não inserido no nosso contexto)/ (ou Triangulo para Cima) era oque oferecia, ou seja, encaixando tudo que está nesse parágrafo se entende que o Homem recebe de D’us (Triangulo para Baixo) e Oferece aos Homens (Triangulo para Cima). Esse é mais um dos mistérios da Estrela de Davi.


Recomendo que leiam e meditem sobre as palavras desse Artigo para compreenderem seu sentido.



Desculpem-me a simplicidade do desenho, pois eu fiz no Paint. Obs.: A seta azul que pula de Malchut para Hod está errada, a que vale é a que sobe assim: Malchut – Iesod – Hod – ...





Baruch H'Shem !



יְהוּדִי נֶפֶשׁ
Eduardo Russo Ramos

 
.... - .. ., .